Excesso de telas. Como agir?

As telas estão em toda a parte, pare para contar quantas telas estão no mesmo ambiente que você neste momento!

Quando converso sobre a exposição excessiva às telas, muitas vezes sou questionado que a tv está presente nas nossas vidas há muito tempo. (No Brasil, a primeira transmissão, ainda experimental, ocorreu em 1948). Mas então faço a contagem e geralmente os pais se surpreendem ao perceber que no consultório medico tem pelo menos 5 telas (celulares, tablets, monitor…). Em um consultório médico há 30 anos, a resposta seria: 0 telas! Então não há como afirmar que sempre houve essa exposição excessiva.

As crianças ficam expostas no período de lazer, na alimentação, quando em transporte no carro, nos momentos de angustia (coleta de exames) ou como premiação para algo que fizeram!

Estudos têm demonstrado que o uso excessivo de telas pode levar a problemas de atenção, dificuldades escolares, de sono e transtornos alimentares e obesidade.

Limitando (ou otimizando) o tempo de exposição e aumentando o contato com outras formas de entretenimento, você estará ajudando a criar uma criança com corpo e mente saudável. A recomendação da Academia Americana de Pediatria é de não expor as crianças às mídias eletrônicas até os dois anos de idade.

Dr. André Cabral
Neurologista Pediátrico.

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart